Melhore sua Coluna

Gases e Dores Abdominais

por Erica Cristina 0

Dependendo da situação, essa doença deve ser tratada urgentemente. De acordo com os médicos, a dor abdominal pode ser causada por muitas e diferentes condições. Ao notar a doença, o principal objetivo do ajudante é saber quando a pessoa adoentada necessita de cuidados médicos.

O profissional da saúde revela: buscar por socorro médico, às vezes, só é preciso se a dor abdominal persistir por vários dias. Além disso, o especialista afirma que os casos menos graves de dor abdominal podem incluir:

  • Síndrome do intestino irritável;
  • Constipação;
  • Alergias ou intolerância alimentar;
  • Gripe estomacal;
  • Intoxicação alimentar.

Segundo algumas pesquisas, há uma grande demanda de pessoas que sofrem com essa doença. Com isso, muitas delas acreditam que sejam apenas gases ou câimbras na região entre o tórax e a virilha (área que mais a doença ataca, conhecida também como barriga ou estômago).

Mas, na maior parte das vezes, essa dor não é causada por esses problemas. É preciso ficar atento à intensidade da dor abdominal, pois, acredita-se, que nem sempre a dor reflete a gravidade da condição que a esteja causando. Pessoas que sentem a dor abdominal moderadamente necessitam procurar um médico o mais rápido possível. Pois, muitas das vezes, quadros como esses podem ser fatais, tornando-se câncer de cólon ou apendicite precoce.

Como Tratar a Dor Abdominal

Há diferentes tipos de tratamentos, mas é preciso saber qual é o correto. Se a dor abdominal for leve, é preciso beber líquidos sempre em poucas quantidades. Deve evitar alimentos sólidos nas primeiras horas, e ficar atento, caso vomite. Se isso ocorrer, você deve esperar até 6 horas, para que depois possa se alimentar com pequenas quantidades de alimentos leves.

Além de evitar alimentos sólidos, é preciso também evitar laticínios. Outro ponto forte a se observar é se a dor abdominal se manifesta na parte de cima do abdome, após as refeições. Atenção no que está ingerindo, pois alimentos inadequados podem piorar a situação.

Evite alimentos ricos em gordura, os cítricos, derivados de tomate, fritos ou oleosos, cafeína, bebidas carbonadas e álcool. Não tome nenhum medicamento sem consultar o médico. Aspirina, ibuprofeno e outros medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos à base de narcóticos, devem ser evitados, a menos que o seu médico mande ingeri-los.

Dica: o paracetamol só pode ser ingerido, se tiver a certeza de que a dor não esteja relacionada ao fígado.

Melhore sua Coluna

Faça um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Use tags HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>